Alunos de Biologia se reúnem para a construção do Centro de Convivência, ''OCA da Bio''
Quarta-Feira - 30 de janeiro de 2019

Alunos do curso de Biologia se reuniram no começo das férias para adiantar algumas etapas de construção do Centro de Convivência "OCA da Bio". Além do chão da OCA, feito com a técnica "solo-cimento" e "barro queimado", o grupo também consertou partes da construção que estavam com rachaduras, subiu alguns centímetros dos bancos e paredes e realizou o plantio de viburnos (Viburnum suspensus), de trepadeiras que dão flor (sete-léguas: Podranea ricasoliana, sapatinho-de-judia: Thunbergia mysorensis e pitaya vermelha: Hylocereus undatus ) e de ciprestes italianos (Cupressus sempervirens L.), o que lhes permitiu vivenciar questões sobre paisagismo, área em que o biólogo também é apto a trabalhar.

O próximo passo é fazer um jardim de entrada, com grama esmeralda (Zoysia japônica), cacto azul (Pilosocereus pachycladus), cinerárias (Jacobaea maritima) e capim do texas roxo (pennisetum setaceum rubrum), plantas escolhidas pelos próprios alunos. "A ideia não é finalizar a bioconstrução de uma vez por todas, assim, mais alunos e futuros biólogos poderão participar deste processo. Quando pensamos na bioconstrução, estávamos preocupados com o processo e não com o fim. O importante são as experiências, a aproximação do aluno com a natureza e a coletividade proporcionada pela Permacultura. Bioconstrução é isso, uma técnica humana que busca, fundamentalmente, observar e respeitar o tempo dos fenômenos da natureza", comentou o biólogo e técnico da FHO, Diógenes Raphael de Camargo. Alunas que participaram do mutirão, deram seu depoimento sobre a atividade:

"Fui motivada a participar do mutirão, pois gostaria de realizar algum feito permanente pela FHO como aluna. Minha experiência foi muito prazerosa, apesar de cansativa, mas acho que o esforço foi recompensado quando a construção ficou pronta e tive certeza de que ela será como um símbolo do curso de Biologia. A permacultura é sobre se dedicar em conjunto a um objetivo comum e conectar-se fisicamente e espiritualmente com os elementos envolvidos no trabalho. E quando se constrói alguma coisa com as tácticas que ela oferece, se coloca o coração no que foi construído."
Bia Lorraene

"A bioconstrução tem sido uma experiência muito divertida e de muita responsabilidade. Sua forma é livre e você pode desfrutá-la de acordo com sua conectividade com a natureza. Estou amando essa experiência em minha vida, por vários motivos: a união, os risos, as músicas e tudo que há de bom!".
Iza Regina

"Ter participado da organização do mutirão foi muito importante, pois presenciei como é organizar um evento e esperar que tudo corra perfeito. É um trabalho árduo e com grande responsabilidade. Me senti honrada pelo convite e pela confiança. Participar de mutirões é essencial, pois além de agregar valores e conhecimentos, aprendemos a trabalhar em coletividade e vemos que ajudar o próximo, partilhar experiências e ver sorrisos de felicidade traz um sentimento inexplicável de dever cumprido. Ao fim a emoção invade o peito e comemoramos tudo o que foi feito e ensinado".
Jéssica Pupi

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

°C
°C
Chuva: % ( mm)

Como Chegar